A Privataria Tucana

Amaury Ribeiro Júnior é o autor do livro que faz furor no momento. Hoje, especula-se se a mídia vai dar algum espaço para o livro, particularmente os grandes jornais e a Revista Veja. Vamos esperar até segunda-feira para ver a Veja, mas minha aposta é que não.

Não li o livro ainda, espero poder fazê-lo em breve, para conhecer o modus operandi da corrupção tucana, em seu momento de maior impacto. Creio que vai ficar claro que o “limite da responsabilidade” de Luiz Carlos Mendonça de Barros na verdade foi uma irresponsabilidade sem limites. Criança em festa de muito brigadeiro…

Protógenes já protocolou o pedido da CPI Tucana – tomara que consiga as assinaturas necessárias – o que será fácil, que a comissão seja de fato instalada e que fucione – o que será mais difícil, embora não tanto porque se trata de uma CPI contra a atual oposição. Chega de CPIs abafadas.

Estou curioso para saber se o livro passa pela questão da compra da reeleição por FHC. Para mim, foi o episódio mais nebuloso daquela era, e um dos momentos mais feios da relação entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, que é o palco central de toda a bandalheira que nossos governantes têm perpetrado contra o País nos últimos anos.

Para muitos essa é a corrupção miúda. Para mim é o principal foco do câncer de nossa Nação.